Aprenda a fazer vários looks com uma única peça de roupa

0
Um único vestido pode se transformar em três looks completamente diferentes. Foto: Um Ano Sem Zara

Uma das coisas mais legais da moda é o quanto ela pode nos divertir e estimular a nossa criatividade, né não? O desafio de repetir e transformar nossas roupas faz parte desse processo delicioso de comunicar ao mundo um pouquinho do que a gente é, com uma moda que aproveita as liquidações, que cede a algumas vitrines de loja, mas que também se reinventa com o que tem no próprio guarda-roupa, sem sacrifícios, nem conta bancária no vermelho.

Para colocar isso em prática, uma das ideias é aproveitar uma mesma peça de roupa como sua aliada na multiplicação dos looks. Sabe aquela saia longa que há tempos você acha que não combina mais com o seu estilo? Quem disse que ela só pode ser usada como saia? E aquele vestido que tá lá esquecido no armário, já pensou se vira uma saia ou uma blusa?

Foi esse o truque que a fashionista Joana Moura, do blog Um Ano Sem Zara, assim como tantas outras mulheres criativas e inspiradoras aí pelo mundo, utilizou para fazer o armário render mais do que nós imaginaríamos.

A Jojo passou 366 dias sem consumir absolutamente nada de moda (daí o nome do blog) e teve que se virar com as peças que já tinha no armário.

Aqui, por exemplo, ela transformou a saia midi tradicional (mas vale se for uma saia longa também) em uma saia assimétrica, uma saia com babado lateral e, por fim, usou a ideia da saia que vira vestido. O cinto ajuda a dar o acabamento final.

Outra técnica é usar o vestido como blusa ou saia, sem precisar de corte ou costura. Para transformá-lo em blusa, o truque é prender o vestido entre as pernas com um alfinete e esconder o volume com uma calça de tecido não muito fino.

E para fazer do vestido uma saia, também não tem segredo. Basta vestir uma blusinha por cima do vestido e fazer o acabamento entre a blusa e a saia com um cinto mais grosso, dando a ideia de que a blusa está por dentro da saia.

Um único vestido pode se transformar em três looks completamente diferentes. Foto: Um Ano Sem Zara
Um único vestido pode se transformar em três looks completamente diferentes. Foto: Um Ano Sem Zara

As marcas também aderiram

Algumas marcas mundo afora já investem nesse conceito de moda transformável pensada para mulheres que gostam de praticidade, economia e de um guarda roupa menos abarrotado, mas, ainda assim, versátil.

É o caso da marca italiana Lemuria, que iniciou no ramo em 2016 desenvolvendo vestidos multifuncionais para todos os gostos e ocasiões. O vídeo da coleção, chamada “Circle Dress”, serve de inspiração.

No Brasil, a primeira marca no ramo foi a Ominimo, criada pelo designer Rafael Korbes, em março de 2016. Seguindo o conceito de sustentabilidade do slow fashion, as peças são minimalistas e com pequenos botões que ajudam a mudar de forma, pensadas para que as clientes possam utilizar as roupas por mais tempo, em todas as épocas do ano.

A Ominimo foi a primeira marca com o conceito de moda transformável do Brasil. Foto: Stylo Urbano
A Ominimo foi a primeira marca com o conceito de moda transformável do Brasil. Foto: Stylo Urbano

As técnicas de customização também são grandes aliadas quando o assunto é transformar o guarda-roupa. Confira o post que fizemos sobre o assunto.

Quando elogiarem a sua produção, lembra de compartilhar os truques!

Por Layanna Machado, da equipe VIP

Deixe uma resposta