Cartão biométrico é lançado pela Mastercard

0

A Mastercard apresentou, na última quinta-feira, a futura geração de cartão biométrico, que combina tecnologia de chip com impressões digitais para verificar a identidade do titular do cartão nas compras em lojas físicas.

A África do Sul é o primeiro mercado a testar a tecnologia desenvolvida, com dois testes separados conduzidos recentemente com o Pick n Pay, a maior rede varejista de supermercados, e o Banco Absa, uma subsidiária do Banco Barclays África.

O novo cartão baseia-se numa tecnologia de escaneamento de impressões digitais usada atualmente para fazer pagamentos pela internet, que pode ser usada em terminais EMV no mundo todo.

“Os consumidores estão cada vez mais experimentando a conveniência e a segurança da biometria,” disse Ajay Bhalla, presidente de enterprise security and risk management da Mastercard. “Seja para desbloquear um smartphone ou fazer compras online, a impressão digital está ajudando a proporcionar mais conveniência e segurança. Não é algo que pode ser tomado ou replicado e vai ajudar os nossos portadores de cartão a viver sabendo que seus pagamentos estão protegidos.”

O titular habilita o seu cartão apenas registrando-se em sua instituição financeira. Após o registro, a sua impressão digital é convertida em um modelo digital criptografado que é armazenado no cartão. O cartão está pronto para ser usado em qualquer terminal de cartão EMV mundial.

Ao comprar e pagar em loja física, o cartão biométrico funciona como qualquer outro cartão com chip. O portador do cartão simplesmente insere seu cartão no terminal de um revendedor, enquanto coloca o dedo no sensor embutido. A impressão digital é comparada com o modelo e – se a biometria corresponder – a transação será aprovada sem o cartão nunca ter saído da mão do consumidor.

A autenticação biométrica de uma transação de pagamento – neste caso, através de uma impressão digital – confirma de forma única que a pessoa que utiliza o cartão é o verdadeiro titular.

Os comerciantes podem facilmente maximizar a experiência de compra oferecida aos seus clientes, já que o cartão funciona com a infraestrutura existente de uma máquina de cartão EMV e não requer nenhuma atualização de hardware ou software.

Para os emissores, a tecnologia ajuda a detectar e prevenir fraude, a aumentar as taxas de aprovação, a reduzir os custos operacionais e a fidelizar os clientes. Além disso, uma versão futura do cartão contará com tecnologia sem contato, adicionando mais facilidade e conveniência na hora de pagar.

Os recentes testes na África do Sul mobilizaram os funcionários do Pick n Pay e do Banco Absa para testarem as maneiras possíveis que a conveniência e a segurança poderiam vir a contribuir para o processo de pagamento no caixa. Nos próximos meses, serão realizados novos testes com o cartão biométrico. O lançamento completo é esperado para ainda este ano.

“Estamos muito satisfeitos por esta inovação ter sido testada pela primeira vez nas lojas do Pick n Pay na África do Sul. A leitura biométrica trará maior comodidade e segurança aos nossos clientes. A tecnologia cria uma plataforma, na qual podemos ampliar nossa estratégia de personalizar a experiência de compra de forma significativa”, afirmou Richard van Rensburg, vice-presidente executivo do Pick n Pay.

Para o Absa, o cartão biométrico faz parte da estratégia do banco de testar e desenvolver capacidades tecnológicas sofisticadas, projetadas para aperfeiçoar suas transações de pagamento e atendimento ao cliente, reduzir riscos e tornar o banco mais fácil e ainda mais seguro para seus clientes.

Outros testes estão sendo planejados na Europa e na Ásia-Pacífico nos próximos meses, segundo a Mastercard.

Via e-commercebrasil

Deixe uma resposta