Antigos do Farol: um clube dedicado ao ‘antigomobilismo’

Colecionadores de carros antigos criam grupo para expor as relíquias em Aracaju (SE)

0

Uma das paixões do brasileiro é o carro, não é mesmo? Se for novo então, melhor ainda! Mas, você sabia que existe uma turma dedicada à paixão por carros antigos? Isso mesmo. E quanto mais velho, melhor!

Para trocar figurinhas sobre o assunto, expor os possantes e claro, criar um espaço de troca e venda de veículos, esses colecionadores de relíquias automotivas aqui no estado decidiram criar o Clube de Veículos Antigos de Sergipe.

Os encontros acontecem geralmente uma vez por mês em locais diversos, onde os veículos ficam disponíveis para visita, mas o grupo também expõe os carros em eventos filantrópicos, gastronômicos e turísticos.

De acordo com um dos sócios, Huggho Macedo, a ideia surgiu em 2011 através da reunião de amigos proprietários de veículos antigos e também alguns admiradores.

huggho-ao-lado-da-reliquia-oldsmobile-de-1946

“As reuniões ocorriam no estacionamento de uma rede de supermercado, ali no DIA, geralmente às sextas-feiras no período noturno. Mas, eu ingressei no grupo somente em 2014, quando então era proprietário de um Ford Coupé 1941”, explica.

O clube

Ele conta que depois disso, o grupo passou a se chamar “Confraria Antigos do Farol “, saindo do âmbito das reuniões informais e passando a se reunirem no Antigo Farol do bairro Farolândia.

Já em 2014, a Confraria Antigos do Farol passou a ser Clube de Veículos Antigos de SergipeAntigos do Farol, atendendo às necessidades da formalização do clube, já que Sergipe era o único estado a não possuir um clube formal do segmento de carros antigos.

O clube também é o único do estado filiado à Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA) e também é credenciado pelo Denatran a emitir o certificado de originalidade dos carros antigos, que é fornecido ao veículo que possui pelo menos 80% de originalidade de peças, agregando valor ao automóvel e tornando-o um veículo de coleção.

exposicoes-acontecem-em-diversos-pontos-da-cidade-como-na-orla-da-atalaia

Paixão pelo automobilismo

Filantrópico e sem fins lucrativos, o Antigos do Farol hoje possui cerca de 110 associados e costuma promover ações solidárias e um pouco da cultura do ‘antigomobilismo’, como eles denominam o hobby. O acervo deles é de cerca de 120 veículos, entre os raros Imp/Austin Morris, modelo Oxford do ano de 1952 e o Imp/Chevrolet Oldsmobile, de 1946, propriedade de Huggho.

Já o mais comum é o modelo Fusca, da Volkswagen, que é um ícone mundial. Huggho conta que a paixão pelos carros antigos veio da infância e essa foi a motivação de começar a pesquisar mais sobre o assunto.

“Minha família é tradicional de uma cidade do interior sergipano e o acesso às propriedades da família era feito em carros antigos à época (Rural, Jeep, Aero Willys, F75…) e junto aos primos nos divertíamos bastante, no interior desses carros. Assim, a paixão outrora recolhida, virou realidade”, explica.

Por Danielle Menezes, da equipe VIP

Deixe uma resposta