Dia do Surdo: Colégio do Salvador realiza ações voltadas à inclusão social

Uma delas é a aula de Libras, realizada às terças-feiras para os alunos do semi-integral e do integral, em parceria com a Universidade Federal de Sergipe

0
Aulas de libras acontecem semanalmente para alunos do colégio

Esta terça-feira, 26 de setembro, é marcada pela celebração do Dia Nacional do Surdo no Brasil. A data, que foi oficializada em 2008 tem, como objetivo, relembrar o desafio e a luta pela inclusão social dos surdos.

Para reforçar este tema entre os alunos, o Colégio do Salvador também realiza ações voltadas à inclusão social dos deficientes auditivos. Uma delas é a aula de Libras, realizada às terças-feiras para os alunos do semi-integral e do integral, em parceria com a Universidade Federal de Sergipe.

De acordo com a psicóloga do colégio, Genamara Fiel, as aulas são ministradas por estudantes surdos e ouvintes do curso de Letras-Libras. “As aulas têm sido muito bem recebidas pelos alunos. É uma forma de lhes ensinar a 2ª Língua Oficial do Brasil, tão importante, senão essencial, para a inclusão dos surdos. Dessa forma, eles podem praticar a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS em qualquer lugar para se comunicar com deficientes auditivos”, explica.

O colaborador surdo, Geraldo Filho, ao lado dos alunos do colégio

Inclusão no mercado de trabalho

Também visando a inclusão destas pessoas no mercado de trabalho, o Colégio do Salvador possui, em seu quadro de colaboradores, um profissional surdo, o auxiliar administrativo Geraldo Ferreira Filho, de 29 anos.

Segundo Geraldo, normalmente o principal desafio, no ambiente profissional, é a comunicação, mas isto vem melhorando nos últimos tempos.

“O fato de os alunos começarem a aprender Libras e da escola fornecer as aulas para estes alunos é um caminho para a melhoria na comunicação. A inclusão melhorou muito, no Brasil, e temos que continuar lutando”, destaca Geraldo.

Deixe uma resposta