Empresários aprovam proposta de venda da Eletrobrás

A venda das ações pode arrecadar entre R$ 20 bilhões e R$ 30 bilhões, que ajudariam a conter o déficit nas contas públicas em 2018

0
Atualmente, a União detém diretamente 40,99% das ações da empresa, enquanto que o BNDES, 18,72%, e os fundos federais, outros 3,42% (Foto: Wilton Junior|Estadão)

A proposta do Ministério de Minas e Energia de propor a venda das ações da Eletrobrás nos moldes da Embraer e Vale foi bem recebida pelos empresários industriais de Sergipe.
Atualmente, a União detém diretamente 40,99% das ações da empresa, enquanto que o BNDES, 18,72%, e os fundos federais, outros 3,42%.

De acordo com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), Eduardo Prado de Oliveira, “a venda das ações reforçará o caixa do Governo para o cumprimento da meta fiscal no ano que vem, mas não só isso, com essa proposta o Governo dá um grande salto para a aprovação do novo marco regulatório do setor elétrico que possibilitará uma maior competição, com consequente redução do preço da energia nos próximos anos. Nesse sentido, é preciso entende que muitos países estão abrindo o seu mercado de energia. Desse modo, não podemos perder essa oportunidade”.

A FIES também entende que não há mais espaço para repasse de custo ao consumidor de forma compulsória. Por isso, parabeniza o Governo pelo corte de despesas e pela busca de fontes de receitas extraordinárias, através tão somente das concessões e privatizações, que melhoram significativamente a eficiência da economia nacional e abrem espaço para aumento dos investimentos em uma área estratégica para o país.

A venda das ações pode arrecadar entre R$ 20 bilhões e R$ 30 bilhões, que ajudariam a conter o déficit nas contas públicas em 2018.

Via Unicom/Fies

Deixe uma resposta