Espaço kids é item fundamental no condomínio

As piscinas infantis, parques, quadras e brinquedotecas atraem não só os pequenos, mas também os pais que buscam moradia segura e que, ao mesmo tempo, ofereça diversão aos filhos. Para isso, construtoras apostam na oferta e na valorização destes espaços

0
Fotos de Ana Lícia Menezes em condomínios da Norcon Rossi

Na hora de escolher um imóvel em condomínio, diversos itens são observados, desde a área privativa do apartamento, às dimensões, localização e segurança. Mas há um item que vai além e se torna até mesmo peça decisiva na hora de fechar o negócio: a área de lazer para crianças.

É que com o aumento da violência urbana, as crianças já não brincam mais nas ruas como antigamente, o que leva os pais a escolherem condomínios com a maior segurança oferecida. Mas não basta apenas isso. É preciso, de alguma forma, proporcionar entretenimento aos pequenos. E as áreas de lazer dos novos condomínios cumprem bem esse papel.

Cada vez mais modernas, estas áreas oferecem piscinas, parque para diferentes faixas etárias, além de brinquedoteca, quadra esportiva e sala de jogos. As opções integram também os adultos, que podem participar da diversão acompanhando lado a lado o desenvolvimento dos filhos.

alm_6761brinquedoteca-do-vista-beira-mar-da-norcon-rossi-_-ambientacao-de-gilvan-acciolli

De acordo com a arquiteta e supervisora de Incorporação da Norcon Rossi, Natyelle Ribeiro, antes de comprar um imóvel, os clientes que já são pais ou que pretendem ser, optam por empreendimentos que ofereçam opções de lazer internas e procuram estudar o que o mercado oferece em termos de diversão infantil nos projetos elaborados.

“Os condomínios estão cada vez mais equipados, com ambientes que mantêm a ocupação das crianças e permitem que elas estejam protegidas. A insegurança não pode ser um limitador das atividades. Por isso, é cada vez mais nítida a necessidade de uma área de lazer voltada para a garotada”, ressalta.

parque-infantil-no-vista-beira-mar-da-norcon-rossialm_6443

Funcionalidade
Ela afirma também que estes clientes estão cada dia mais exigentes em relação à área de lazer e a classifica até mesmo como item primordial. Por isso, a construtora busca de forma constante ouvir as necessidades do consumidor para aprimorar e tornar o espaço cada vez mais funcional e útil.

“Eles questionam e avaliam a qualidade dos equipamentos que estão sendo ofertados, mas sempre atentos ao fornecimento de itens ociosos que só gerarão prejuízos ao condomínio. Eles não procuram uma área de lazer com muitos itens, mas um play com garantia de uso. Consideram, em sua maioria, a quadra de esportes, a área da piscina, o salão de jogos, o parque infantil e a brinquedoteca. Geralmente os locais mais utilizados pela criançada”, explica.

No item segurança, a Norcon Rossi pensa em cada detalhe, a exemplo de fechar a área de piscina. E mais uma comodidade para os pais: para trocar a fralda do bebê, em muitos empreendimentos há fraldário disponibilizado em plena área comum.

Dessa forma, Natyelle explica que a empresa busca entregar em todos os empreendimentos construídos uma área já equipada e decorada, para não só tornar o imóvel mais valorizado, como também garantir a satisfação dos futuros moradores.

altos-do-farol_norcon-rossi-17
Espaços de integração
Outro ponto trabalhado pela Norcon Rossi na hora de elaborar uma área dedicada às crianças é a priorização de conexões entre os espaços, gerando uma integração entre eles. “Por exemplo, buscamos deixar a brinquedoteca próxima ao parque infantil, por ser muito comum vermos as crianças alternarem os dois espaços durante o dia, em suas brincadeiras”, explica.

E dentro do conceito de espaços voltados para as crianças, a supervisora aponta uma nova área que também tem atraído pais e filhos: a sala de estudos. Isso porque a partir da pré-adolescência surgem os trabalhos escolares em grupo, além dos estudos coletivos, atividades que requerem um espaço específico e estruturado.

“Com a sala de estudos, a turma terá um ambiente atrativo para execução dessas tarefas em equipes pronto para recebê-los ou, até mesmo ter aulas particulares”, complementa Natyelle.

Por Danielle Menezes, da equipe VIP

Deixe uma resposta