Marchinhas embalam festa de carnaval do Espaço Ativo

Pacientes, familiares e equipe reviveram juntos, e com muita alegria, os carnavais de antigamente em baile na AEASE

0

“Ó abre alas que eu quero passar”… Foi assim, ao som de marchinhas de carnaval, com muito confete, serpentina, alegria e até concurso de fantasias,  que aconteceu na última sexta-feira, 22, a festa de carnaval dos pacientes, familiares e equipe da clínica Espaço Ativo.  O objetivo do evento, segundo a geriatra Luciana Gouveia, foi de promover a reunião de gerações e resgatar as boas lembranças dos carnavais de antigamente.

“Tudo é pensado para remeter aos bons momentos. Além de resgatar a memória deles, porque eles acabam lembrando das letras, cantores da época, as fantasias, também permite que eles possam reviver de forma atualizada o carnaval com seus familiares e amigos, atualizando os mais novos. Nós aproveitamos e curtimos com eles esse encontro de gerações. A gente tenta trabalhar muito com os nossos idosos a harmonia entre as gerações e faz muito bem para eles estar junto dos netos e dos filhos”, explana.

A paciente Maria Alves Silva sempre gostou de carnaval e vê nas festas do Espaço Ativo uma forma de continuar celebrando o melhor da vida. “Adoro carnaval. Sempre gostei, quando era jovem fui sócia do Clube dos Espanhóis, em Salvador, e hoje gosto ainda mais por causa do Espaço Ativo. Graças ao Espaço Ativo eu tenho mais saúde e mais alegria”, relata.

Opinião também compartilhada por Maria Inês Bezerra, que acrescenta se sentir doente ao perder qualquer um dos eventos da clínica. “Adoro tudo no Espaço Ativo, principalmente as festas. Fico doente se perco uma. Adoro carnaval, meus amigos, os médicos e todos que trabalham lá. Adoro a atenção e o cuidado que me dão”, comenta.

Para Noêmia Travassos, filha da paciente Maria Angélica, as festas e acompanhamento do Espaço Ativo  têm sido primordiais na manutenção da saúde de sua mãe. “ Eu trabalho e me sinto segura quando minha mãe está no Espaço Ativo. Muito melhor do que deixar ela em casa com uma cuidadora. No Espaço Ativo eu sei que ela está bem cuidada. Ela frequenta há quase dois anos e percebo muito a sua evolução, tanto que ela regride quando está afastada por motivos de saúde. As festas do Espaço são um momento muito importante para todos eles. Vejo minha mãe cantando, sorrindo, relembrando os tempos em que ela dançava e isso me deixa muito feliz.  Aracaju precisava mesmo de uma clínica como o Espaço Ativo”, finaliza.

Deixe uma resposta