A música cura? Conheça a musicoterapia

0

Dizem que uma bela canção, é alimento para a alma. Ao ouvir uma música que goste muito, a lembrança afetiva poderá ser ativada, além de lhe remeter a sensações de bem-estar indescritíveis. Não é verdade?

Ciente deste poder da música, a Clínica de Geriatria Integrada – Espaço Ativo, inseriu a musicoterapia em suas atividades multidisciplinares.

Uma vez ao mês, a musicoterapeuta Mônica Prado desenvolve as atividades com os pacientes do Centro Dia. A musicoterapia nos idosos visa ao trabalho do biopsicoespiritual.

“As emoções, o pensamento, a memória, a percepção e a concentração são pontos importantíssimos no trabalho com os idosos”, explica Mônica.

Musicoterapeuta Mônica Prado
Musicoterapeuta Mônica Prado

Segundo ela, a musicoterapia vai avaliar o grau de comprometimento cognitivo do paciente, o grau da recordação musical e o conhecimento musical. “Ou seja, nosso trabalho é o resgate da identidade sonoro-musical do paciente. Nisso, a musicoterapia ajuda na capacidade física, mental, ajuda na depressão para elevar a auto estima, a confiança e principalmente a socialização”, pontua a musicoterapeuta Mônica Prado.

A música interfere no organismo e ao penetrar na mente do paciente, as frequências sonoras desencadeiam mecanismos cerebrais capazes de projetar níveis de consciência. “Aqui no trabalho com os idosos, eles falam das recordações, das histórias vividas e, principalmente, falam das sensações táteis, gustativas e olfativas”, esclarece Prado.

Para a terapeuta, a experiência traz à tona a bagagem oculta que está armazenada na memória. “Tudo vai depender do quadro demencial do paciente”, enfatiza.

Musicoterapia no Espaço Ativo. Idosos aprovam. Foto: José Rivaldo Soares
Musicoterapia no Espaço Ativo. Idosos aprovam. Foto: José Rivaldo Soares

A senhora Leda Henrique é uma das pacientes e aprovou a iniciativa. “Eu gostei muito, é um relaxamento para nós. As expectativas são de melhora para os nossos sentimentos”, explica.

O senhor Pedro de Carvalho concorda com Leda. “Achei a terapia maravilhosa. A terapeuta é muito dinâmica, ela é um show. Ela fez o que há de mais belo”, conta, encantado.

Musicoterapia

É uma ciência paramédica, multidisciplinar, interdisciplinar, que utiliza os elementos sonos musicais: ritmo, cadência e harmônia.

Os elementos vocais, os elementos corporais na recuperação e reabilitação de pacientes portadores de diversas patologias, com o objetivo de proporcionar uma melhor qualidade de vida para todos eles.

A musicoterapia é utilizada em diversas áreas. Portadores de deficiência visual, física, mental, pode-se trabalhar em empresas, escolas, clínicas, instituições asilares, preparação para o parto, UTI, dependentes químicos, estresse, depressão, é um terreno amplo.

Deixe uma resposta