Páscoa: aprenda receita de bacalhoada portuguesa

0
Receita tradicional de bacalhau. Foto: Gastrolândia

Durante essa época do ano, o consumo de peixes e pescados costuma aumentar devido à influência religiosa na alimentação. A tradição secular orienta o consumo de peixes e pescados duas vezes na semana, na quarta e na sexta-feira. Mas será que a religião tinha noção dos benefícios que o consumo desses alimentos traz para as nossas vidas? Eles são inúmeros: fácil digestão, melhora na concentração e na memória, prevenção de doenças cardiovasculares, entre outros.

A nutricionista do GBarbosa, Suyan Araújo, explica que o peixe é rico em ômega 3 e que a recomendação religiosa tem fundamento nutricional.“O consumo de pescados deve ser de pelo menos duas vezes por semana”.

Suyan Araújo, nutricionista do GBarbosa. Foto: Shirley Vidal
Suyan Araújo, nutricionista do GBarbosa. Foto: Shirley Vidal

Ela destaca os principais benefícios de colocar pescados na alimentação. “Destaca-se a fácil digestão, melhoras significativas da memória e concentração, prevenção doenças cardiovasculares e o aumento das reações anti-inflamatórias do organismo, já que o peixe é rico em ômega 3, que é um componente importante para todos estes processos”.

O pescado é um alimento que se destaca nutricionalmente quanto à quantidade e qualidade das suas proteínas, à presença de vitaminas e minerais e, principalmente, por ser fonte de ácidos graxos essenciais ômega-3.

Suyan destaca que ao menos cinco espécies de peixe podem passar por “bacalhau”. “O cod do Pacífico (Gadus macrocephalus) e o cod do Atlântico (Gadus morhua) são os mais conhecidos. Este último é considerado o legítimo “bacalhau da Noruega”, país considerado o habitat da espécie. Os outros peixes são o saithe (Pollachius virens), o ling (Molva molva) e o zarbo (Brosmius brosme), também encontrados no Hemisfério Norte. No Brasil temos o peixe pirarucu, encontrado nos rios amazônicos”, enumera.

Já que conhece os benefícios do consumo de peixes, que tal preparar um prato para o almoço de Páscoa? A nutricionista Suyan sugere uma bacalhoada portuguesa.

Ingredientes

4 pimentões (2 amarelos e 2 vermelhos)
4 cebolas grandes
800g de batata calabresa
1,8kg de bacalhau dessalgado
300g de azeitona
400g de brócolis
400g de repolho
400g de cenoura
00g de alho cortado em lâminas
Azeite
4 camarões VG
4 ovos

Modo de preparo

Leve o bacalhau dessalgado à brasa por 40 minutos (ou ao forno por uma hora). Vire na metade do tempo e regue com azeite.
Coloque a batata pré-cozida na brasa (ou forno) por dez minutos.
Em paralelo, coloque os pimentões no espeto (ou forno) por cinco minutos, retirando a pele e cortando em tiras logo em seguida.
Os legumes (brócolis, cenoura e repolho) devem ser cozidos por aproximadamente dez minutos.

Montagem do prato na travessa:

Primeiro posicione as postas de bacalhau na travessa.
Disponha as tiras de pimentão por cima do bacalhau, assim como as cebolas cortadas em quatro partes.
Fatie os legumes já cozidos e adicione ao bacalhau. Corte o alho em lâminas, aqueça o azeite na frigideira e adicione o alho.
Quando dourar, coloque a mistura por cima do bacalhau.
Grelhe os camarões VG por cinco minutos, e tempere com sal a gosto. Depois de cozidos, corte os ovos em quatro partes e decore o prato.

Deixe uma resposta