Sercine lança dois filmes infantis nesta quarta-feira, 25

As produções, ambas de diretores sergipanos, serão lançadas numa parceria com o projeto Ocupe a Praça, iniciativa do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira / Funcaju.  O lançamento acontece nesta quarta-feira, 25, às 19h, no Centro Cultural de Aracaju

0

Dando continuidade à programação de mostras, o Festival Sergipe de Audiovisual – Sercine tem a alegria de exibir dois filmes infantis: “Clandestino”, dir. Baruch Blumberg e “Dando Asas à Imaginação”, dir. Arthur Felipe Fiel e João Marcos Nascimento.

As produções, ambas de diretores sergipanos, serão lançadas numa parceria com o projeto Ocupe a Praça, iniciativa do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira / Funcaju.  O lançamento acontece nesta quarta-feira, 25, às 19h, no Centro Cultural de Aracaju.

Sinopses
Adaptado do conto “Amor Clandestino”, da escritora sergipana Taylane Cruz, o primeiro curta-metragem infantil da Cacimba de Cinema e Vídeo, “Clandestino”, é resultado do trabalho de conclusão de curso de integrantes da ONG e idealizadores do Sercine, estudantes do curso de Audiovisual da Universidade Federal de Sergipe. Foi vencedor do Prêmio Wilson Silva de Incentivo à Produção de Obras Audiovisuais Digitais de Curta e Média Metragem (Ancine/Secult) e produzido pela Lamparina Vídeo e Animação.

O filme, que reúne ficção e animação, conta a história da jornada da pequena Teresa com sua avó, que tomam um ônibus rumo ao interior para entregar um presente à mãe da menina. Entre a ameaça de uma perda e as histórias deliciosas de uma avó gentil e amorosa, Teresa viaja por Sergipe e por sua imaginação, onde tudo é possível, até animais que falam.

Já o filme “Dando Asas à Imaginação”, dirigido por Arthur Felipe Fiel & João Marcos Nascimento, segundo Daniel Pinna – Professor Supervisor do Projeto, resgata a prática da contação de história na fase em que esta é mais preciosa para o ser humano: na infância. Talvez por isso seja daquelas obras que deixam no espectador um gostinho de quero mais – mais histórias, mais episódios. Aqui a tradição oral entre adultos e crianças é subvertida, são Carlinhos, Carol e Quindim que maravilham a professora – e os colegas – com as peripécias narradas.

Dando Asas à Imaginação tem um sabor de irmãos Grimm com Monteiro Lobato e uma pitada dos desenhos animados contemporâneos. Sem dúvida, uma receita de muito bom gosto.

Via Ascom/Sercine

Deixe uma resposta