Sommelier dá dicas de harmonização de vinhos para brindar o Ano Novo

Carlos Poggio orienta sobre as melhores opções de vinhos e espumantes, de acordo com as preferências do consumidor

0
O sommelier, Carlos Poggio, conta como harmonizar vinhos nas comemorações de fim de ano

No Réveillon, um dos momentos mais esperados é a hora de estourar o champanhe, mas durante a festa, o vinho pode ter um papel muito importante. O sommelier, Carlos Poggio, conta como harmonizar vinhos nas comemorações de fim de ano.

De acordo com o profissional, uma boa escolha para acompanhar os petiscos antes da virada é o frescor do vinho Balbo Malbec Rosado ou o chileno Pacífico Sur Cabernet Sauvignon, que tem uma intensa cor vermelha-rubi.

Além de um delicioso sabor arredondado de fruta vermelha e taninos doces, o Pacífico Sur chileno é seguidos por um fresco e equilibrado sabor ao final, resultado das uvas, que são colhidas manualmente depois de terem atingido a maturidade ideal.

Quem acha que vinho rosé amarga precisa dar uma chance ao Balbo Rosé. O vinho tem o aroma que se perde em frutas e caramelos. Sem amargar, ele traz muitas frutas do bosque como pitanga e acerola. Com boa acidez, muitos toques de caramelo e cereja, ele conquista até quem não é fã do estilo.

“Na hora da ceia, uma ótima escolha para harmonizar com um belo filé ao molho madeira é o vinho Cabernet Sauvignon”, destaca o sommelier. Conhecida como “a rainha das uvas”, a Cabernet Sauvignon é, definitivamente, a variedade mais conhecida ao redor do mundo.

Com coloração profunda, os vinhos de Cabernet Sauvignon exibem aromas de frutas negras. O GBarbosa, por exemplo, dispõe de ótimas opções como o Ventisquero e Marques de Casa Concha.

Poggio ressalta ainda duas opções de espumante para a hora da virada: o argentino Balbo, que possui frescor, boa acidez e jovialidade. Uma excelente escolha para brindar com os amigos. Além do Chandon, fabricado no Sul do Brasil, um clássico feito com uvas da região da Serra Gaúcha: Riesling Itálico, Chardonnay e Pinot Noir, sendo esta última, submetida a uma maceração suave e rápida para extrair a cor, sem nenhuma adstringência e com toda a riqueza aromática de frutas vermelhas da uva tinta.

Dicas úteis
O sommelier passa orientações fáceis de lembrar e que facilitam a escolha da bebida certa. “De modo geral, a indicação da bebida depende do que será servido na ceia. Carnes vermelhas pedem vinhos escuros, tintos, já para acompanhar carnes brancas, o melhor são vinhos brancos. O vinho rosé combina com massas, peixes, molhos brancos. Caso o molho da massa tenha um queijo com estrutura muito forte, o melhor é harmonizar com um vinho mais forte também”, explica Poggio.

No clima do Nordeste, a tendência é sempre harmonizar a ceia com espumantes, vinhos brancos ou rosé.

Quinta dos Vinhos
Para a festa ficar completa, vale pesquisar os rótulos preferidos na Quinta dos Vinhos GBarbosa, dia promocional na adega das lojas Riomar, Jardins, Francisco Porto e Hiper Sul. São opções de vinhos e espumantes nacionais e importados com preços especiais toda quinta-feira. 

Deixe uma resposta